DIRETORIA   ESTATUTO   REGIMENTO   POLÍTICA DO SITE   FALE CONOSCO   ESPAÇO CIDADÃO  
   
   
PRINCIPAL
INSTITUCIONAL
JURÍDICO
NOTÍCIAS
ARTIGOS
MÍDIA OFICIAL
GALERIA DE FOTOS
PRESTAÇÃO DE CONTAS
ESPAÇO DO ASSOCIADO
APOSENTADORIA ESPECIAL
AOJUS RESPONDE
REAJUSTE SALARIAL
AGENDA
CURSOS
ENQUETES
ASSOCIE-SE
RECADASTRAMENTO
VOTAÇÕES
CONVÊNIOS
LINKS
MAPA DO SITE
ESPAÇO CIDADÃO
CAMPANHAS
 
TJDFT APRIMORA GESTÃO DO PJe E EXPANDE IMPLANTAÇÃO

Quinta-feira, 16 de maio de 2019.

O TJDFT caminha para se tornar 100% PJe. No momento, o processo eletrônico já chegou a 79% das serventias judiciais e alcançará 80,6% nesta sexta-feira (17), quando o sistema começa a funcionar nas quatro varas de Entorpecentes de Brasília, para várias classes processais.
 
Desde o início de sua implantação, em julho de 2014, o Tribunal tem aprimorado a gestão do PJe. Na última semana, uma nova portaria veio adequar a atuação do Comitê Gestor ao momento atual. A Portaria GPR 744/2019 instituiu o Comitê Gestor para Implantação e Acompanhamento do Processo Judicial Eletrônico (CGPJE), atualizando Portaria de 2014, que criou o Comitê Gestor.
 
A Portaria define as competências do CGPJE, entre as quais está a de deliberar acerca da inclusão de funcionalidades no PJe; manter interlocução com o Comitê Nacional do PJe, e promover transparência, prestação de contas e responsabilização.
 
Nova implantação
 
Nesta sexta-feira (17), o Processo Eletrônico começa a operar da 1ª à 4ª Varas de Entorpecentes de Brasília para as seguintes classes: Ação Penal-Procedimento Ordinário, Ação Penal-Procedimento Sumário, Pedido de Busca e Apreensão Criminal, Sequestro, Restituição de Coisas Apreendidas e Arresto/Hipoteca Legal e Petição Criminal (interna).
 
Fonte: TJDFT


0 comentário(s) |