DIRETORIA   ESTATUTO   REGIMENTO   POLÍTICA DO SITE   FALE CONOSCO   ESPAÇO CIDADÃO  
   
   
PRINCIPAL
INSTITUCIONAL
JURÍDICO
NOTÍCIAS
ARTIGOS
MÍDIA OFICIAL
GALERIA DE FOTOS
PRESTAÇÃO DE CONTAS
ESPAÇO DO ASSOCIADO
APOSENTADORIA ESPECIAL
AOJUS RESPONDE
REAJUSTE SALARIAL
AGENDA
CURSOS
ENQUETES
ASSOCIE-SE
RECADASTRAMENTO
VOTAÇÕES
CONVÊNIOS
LINKS
MAPA DO SITE
ESPAÇO CIDADÃO
CAMPANHAS
 
FENASSOJAF E FESOJUS SE REÚNEM COM ANAMATRA PELO RECONHECIMENTO DO RISCO DA ATIVIDADE DE OFICIAL DE JUSTIÇA

Quinta-feira, 05 de setembro de 2019.

O presidente da Fenassojaf Neemias Ramos Freire e a diretora de Comunicação eleita Mariana Liria estiveram, na manhã desta quarta-feira (04), em uma reunião com o conselheiro fiscal da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), juiz Valter Souza Pugliesi, que representou a presidente, juíza Noemia Porto.
 
O encontro ocorreu na sede da Associação em Brasília (DF) e contou com a presença dos diretores da Fesojus Luiz Arthur Souza e Jaime Rodrigues, além do secretário geral do Sindojus-SC, Fabio Ramos Bittencourt.
 
A proposta da reunião, solicitada pela Fenassojaf e pela Fesojus, foi requerer o apoio da magistratura para o reconhecimento da atividade de risco exercida pelos Oficiais de Justiça, junto aos tribunais e conselhos superiores e também ao Congresso Nacional.
 
Durante a conversa, os dirigentes reafirmaram a importância do reconhecimento do risco e enfatizaram os últimos casos de violência praticados contra Oficiais de Justiça em todo o Brasil, especialmente as quatro ocorrências registradas nos meses de julho e agosto no estado de São Paulo.
 
O magistrado afirmou ter conhecimento das agressões e enfatizou que a magistratura se sensibilizou com os fatos dos últimos meses. O conselheiro da Anamatra ouviu atentamente todas as ponderações apresentadas e disse que encaminhará a demanda para debate na reunião da Associação Nacional marcada para os próximos dias 17 e 18 de setembro em Santa Catarina.
 
A deliberação sobre o pedido será encaminhada para conhecimento das Federações de Oficiais de Justiça.

Fonte: Fenassojaf


0 comentário(s) |