DIRETORIA   ESTATUTO   REGIMENTO   POLÍTICA DO SITE   FALE CONOSCO   ESPAÇO CIDADÃO  
   
   
PRINCIPAL
INSTITUCIONAL
JURÍDICO
NOTÍCIAS
ARTIGOS
MÍDIA OFICIAL
GALERIA DE FOTOS
PRESTAÇÃO DE CONTAS
ESPAÇO DO ASSOCIADO
APOSENTADORIA ESPECIAL
AOJUS RESPONDE
REAJUSTE SALARIAL
AGENDA
CURSOS
ENQUETES
ASSOCIE-SE
RECADASTRAMENTO
VOTAÇÕES
CONVÊNIOS
LINKS
MAPA DO SITE
ESPAÇO CIDADÃO
CAMPANHAS
 
PRESSÃO ADIA VOTAÇÃO DA PEC 32 NA COMISSÃO ESPECIAL

Quinta-feira, 16 de setembro de 2021

As mobilizações realizadas pelas entidades representativas e servidores que estiveram em Brasília nesta semana resultaram no adiamento da votação da Reforma Administrativa na Comissão Especial da Câmara que analisa a matéria.
 
Nesta quinta-feira (16), o relator Arthur Maia (DEM/BA) voltou atrás no substitutivo apresentado na noite desta quarta e, diante da falta de acordo entre os integrantes do grupo, manteve o relatório divulgado em 1º de setembro.
 
Segundo o parlamentar, um novo parecer à PEC 32 será apresentado nesta sexta-feira (17).
 
A Fenassojaf e Oficiais de Justiça de diversas regiões do país integraram as ações e atos promovidos em Brasília entre terça e esta quinta-feira. Os diretores Julio Fontela (associado da Aojus), Eusa Braga e Ana Cristina Azevedo atuaram, ao lado de representações do serviço público, no combate à aprovação da Reforma Administrativa.
 
Além da recepção aos deputados que desembarcaram no aeroporto da capital federal, um trabalho de corpo a corpo com os parlamentares foi intensificado ao longo desses três dias, que resultou em toda a movimentação e adiamento da deliberação.
 
Na avaliação de Julio Fontela, o trabalho de mobilização foi bastante importante, “apesar de toda a dificuldade de acesso aos deputados e à Comissão. Foi um trabalho bem produtivo e manteremos nossa atuação para atender os anseios dos Oficiais de Justiça e de toda categoria”.
 
Eusa Braga enfatiza que toda a pressão resultou no adiamento das decisões, com a apresentação de um novo relatório pelo deputado Arthur Maia. “Nosso trabalho agora é reforçar a mobilização contra este projeto que trará uma série de retrocessos e malefícios ao serviço público e aos servidores públicos. Por isso vamos continuar pressionando os deputados indecisos, bem como os que apoiam a aprovação da PEC 32 para que não haja garantias de aprovação da PEC”.
 
Para a diretora regional Sudeste na Associação Nacional, Ana Cristina Azevedo, a pressão junto aos parlamentares foi imprescindível. “Na terça (21) está previsto o início da votação e a luta deve continuar pelas redes sociais e pressão em Brasília”, completa.
 
A Aojus está atenta e integrada às mobilizações contra a PEC 32!
 
Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo com a Fenassojaf


0 comentário(s) |